Archive for the ‘NoFrontPage’ category

Configurar o MySQL no Slackware

Setembro 7th, 2010

O MySQL vem instalado no Slackware na instalação padrão, no entanto é desabilitado, uma vez que não é essencial para o sistema. Toda as informações necessárias para colocá-lo em funcionamento, felizmente, estão presentes nas linhas de comentários do script /etc/rc.d/rc.mysql. Pode não parecer o local mais óbvio, mas é algo comum no Slackware.

» Read more: Configurar o MySQL no Slackware

Gravando o som pela linha de comando

Setembro 7th, 2010

A algum tempo atrás tive que gravar o som ambiente e descobri que não possuía um aplicativo gráfico para fazer o trabalho. Fiz uma busca no sistema e me deparei com o simpático comando “rec”. Na verdade ele é apenas um link para o comando sox, do pacote de mesmo nome.

Seu uso é bem simples:

rec <options> <output_file.(wav|au|)>

A linha abaixo mostra o uso mais direto e simples:

rudson@khelben:$ rec teste.wav

Input File     : 'default' (alsa)
Channels       : 2
Sample Rate    : 48000
Precision      : 16-bit
Sample Encoding: 16-bit Signed Integer PCM

In:0.00% 00:00:12.12 [00:00:00.00] Out:578k  [    -=|==    ]        Clip:0

Ssh sem senha

Setembro 7th, 2010

Origem: Dicas-L

Uso muito ssh em meu sistema residencial, para fazer a instalação, pequenos reparos, alterações, entre outros. Por se tratar de uma rede interna, é bem útil e prático o uso de chaves DSA nestas conexões, embora seu uso em sistemas corporativos deva ser feito com cautela.

Inicialmente gere uma chave DSA e a armazena no arquivo ~/.ssh/id_sda

root@khelben:# # ssh-keygen -t dsa -f ~/.ssh/id_dsa

Isto deve solicitar uma senha. Neste caso, com desejo um acesso rápido e simplificado, apenas tecle enter. Em seguida copie esta chave para o servidor remoto,

root@khelben:# # cat ~/.ssh/id_dsa.pub | ssh root@maquina_remota 'cat - >> ~/.ssh/authorized_keys'

Em seguida coloque a chave na lista de conexões autorizadas,

root@khelben:# # cat ~/.ssh/id_dsa.pub >> ~/.ssh/authorized_keys

Convertendo arquivos textos Unix para o DOS e vise-versa

Setembro 7th, 2010

Arquivos texto, ascii básico, em diferentes sistemas possuem terminações diferentes. No DOS uma mudança de linha é feita com dois bytes: CR (carriage return) e LF (Line Feed), enquanto que no Unix, isto é feito com apenas um byte, o LF.

Isto faz com que arquivos textos do DOS sejam visto no Unix como:

line1^M
line2^M
line3^M

enquanto que um arquivo semelhante no Unix seria visto no DOS como:

line1
     line2
          line3

já que ele possui apenas o caractere LF, alimentação de linha.

Na maioria dos Linux/Unix, existe os comandos:

Comando Descrição
todos converte um arquivo texto do Unix para DOS
fromdos converte um arquivo texto do DOS para o Unix

Sua sintaxe é bem simples:

todos <unix_input_file> <dos_output_file>

e

fromdos <dos_input_file> <unix_output_file>

Na versão que uso do Slackware64, current, e inclusive na 13 e 13.1, além de outros como vi reclamações pela rede, estes comandos em particular não estão funcionando. Eles fazem parte do pacote bin-11.1-x86_64-1.txz, da série “a”, na versão que estou usando.

Optei por baixar o Tofrodos, compilar e instalar, visto que ele usa apenas um único comando para transformar do DOS para o Unix e vise-versa.

root@khelben:# wget http://tofrodos.sourceforge.net/download/tofrodos-1.7.8.tar.gz
...
root@khelben:# tar xvf tofrodos-1.7.8.tar.gz
...
root@khelben:# cd tofrodos/src
root@khelben:# make
root@khelben:# cp fromdos /usr/local/bin
root@khelben:# ln -s /usr/local/bin/fromdos /usr/local/bin/todos
root@khelben:# rm /usr/bin/{fromdos,todos}

A sua sintaxe difere um pouco para:

todos <unix_input_file>

e

fromdos <dos_input_file>

O ç no Firefox e Thunderbird, usando LANG en

Setembro 7th, 2010


Origem: http://www.async.com.br/~kiko/diary.html?date=20.10.2004

Me acostumei a usar o sistema em inglês e acabo perdendo muito tempo quando tenho que fazer o contrário. No Kde isto nunca foi um problema, pois bastava não instalar o pacote de linguagem pt_BR, que mesmo o sistema estando configurado para pt_BR o ambiente gráfico permanecia em inglês, ao menos na maioria dos aplicativos.

No XFce, Gnome e, acredito, que vários outros ambientes gráficos, a configuração da língua do aplicativo fica por conta das definições em /etc/profile.d/lang.sh ou .csh, dependendo do seu shell. Por isto é necessário deixar a variável LANG em pt_BR.ISO8859-1, o que deixa todos os aplicativos gtk em português. Isto foge ao objetivo inicial, por isto a variável LANG será configurada para en_US.ISO8859-1.

Com isto aplicativos gtk, como Firefox e Thunderbird, ficam com o ć no lugar do ç. Isto é facilmente resolvido comunicando ao gtk que a língua inglesa também terá o ç. Para isto edite o arquivo /etc/gtk-2.0/x86_64-slackware-linux/gtk.immodules e adicione um “en” à linha:

...
"cedilla" "Cedilla" "gtk20" "/usr/share/locale" "az:ca:co:fr:gv:oc:pt:sq:tr:wa"
...

que deve ficar assim

...
"cedilla" "Cedilla" "gtk20" "/usr/share/locale" "az:ca:co:en:fr:gv:oc:pt:sq:tr:wa"
...

No entanto, sempre que o sistema reconstruir o gtk.immodules, o que geralmente ocorre no na inicialização do Slackware, esta alteração será perdida. O sed abaixo resolve o problema, embora ainda não tenha encontrado uma solução melhor:

sed -i 's/az:ca:co:fr/az:ca:co:en:fr/' /etc/gtk-2.0/x86_64-slackware-linux/gtk.immodules

Adicione-o ao final do script /etc/rc.d/rc.local.

Configurar teclado abnt2 no ambiente gráfico do Slackware?

Setembro 6th, 2010

Se seu teclado for abnt2, adicione na inicialização do seu ambiente gráfico o comando:

setxkbmap -model abnt2 -layout br

Para um teclado us-internacional, use o comando a seguir:

setxkbmap us -variant alt-intl